Equipe Relson Gracie Vandesteen Brothers fatura oito medalhas no Sul-Americano de Jiu-Jítsu em Vitória

The following two tabs change content below.
Por Fábio Velame - fabio@gvesportes.com.br

Delegação contou com sete atletas, sendo seis da filial Iago Rangel Jiu-Jítsu Team/Projeto Guerreiros de Cristo e um da matriz Relson Gracie Vandesteen Brothers. 

A equipe valadarense teve um saldo positivo na disputa do Sul-Americano em Vitória (foto: Arquivo Pessoal Iago Rangel)

O Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jítsu Profissional 2019, competição promovida pela Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), foi disputado no último sábado (16), no Ginásio Tancredão, em Vitória, Espírito Santo. A equipe valadarense Relson Gracie Vandesteen Brothers finalizou a competição com 8 medalhas, sendo 7 de ouro e uma de bronze.

Uma das medalhas de ouro veio com Iago Rangel, professor responsável pela equipe Iago Rangel Jiu-Jítsu Team/Projeto Guerreiros de Cristo (filial da Relson Gracie Vandesteen Brothers). Ele competiu na categoria faixa-preta adulto pena e venceu as duas lutas que fez na competição. Na semifinal finalizou o adversário com um triângulo, enquanto na final venceu ao aplicar uma omoplata.

Ainda da equipe filial, Braynner Ioga faturou a medalha de ouro na categoria faixa-roxa adulto leve vencendo por finalização as três lutas (duas pegando as costas do adversário e outra no triângulo). Harrison Dias conquistou a medalha de ouro na categoria faixa-azul adulto pluma ao vencer as três lutas, uma por finalização (armlock) e outras duas nos pontos (2 a 0 e 7 a 0). Na mesma categoria, João Victor ficou com a medalha de bronze. Kamilly Cristina (faixa-branca mirim pesadíssimo) e Matheus Angelo (faixa-branca infanto-juvenil super pesado) ficaram com a medalha de ouro por W.O, mesma situação de Francisco Deusvando, atleta da matriz inscrito nas categorias faixa-roxa sênior 2 médio de kimono e sem kimono (No-GI).

Iago Rangel ficou satisfeito com os resultados e revelou que o aprendizado vem no dia a dia. “O evento foi legal, tivemos um saldo quase 100 por cento. Estamos aprendendo a corrigir sem precisar perder, mas todos trabalham duro para esses momentos. A cada dia que passa vamos ajustando o jogo ainda mais e aprendendo com o ritmo de competição. Deus tem sido fiel e cuidadoso com o nosso time. Agora vamos focar no Campeonato Brasileiro da Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu (CBJJ) e outros eventos que irão acontecer da nossa região”, disse.

Para competir no Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jítsu Profissional 2019, alguns atletas tiveram apoios. Iago (Point do Açaí Bairro Lourdes, Lanchonete Boka Loca, Mania de Pet Gv, Bruttus Suplementos, Rancho Glória e Sérgio’s Calçados GV Shopping); Braynner Ioga (Point do Acaí Bairro de Lourdes, Bruno Botelho, Raphael Dias, Adriana Modas e Jose Rodrigues); Harrison (Restaurante Serve Bem); João Victor (Vinícius Barber). Já Kamilly Cristina e Matheus Ângelo tiveram apoio de LJ Auto Peças e Mecânica ,IGB Consultoria e Treinamento em Segurança do Trabalho.

Matérias relacionadas

Patrocinadores

error: Para compartilhar este conteúdo, por favor utilize o link na barra de endereço ou as ferramentas oferecidas na página. Todo o conteúdo publicado no www.gvesportes.com.br está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do GV Esportes. (fabio@gvesportes.com.br).