Quem é a Pé de Vento?

The following two tabs change content below.

Crispim Pimenta e Helena Pereira com o médico e treinador Henrique Viana (Foto: Eloy José/Pé de Vento Assessoria Esportiva)

O médico e treinador, Henrique Viana, está no mundo do atletismo desde o ano de 1975. Com muitos resultados expressivos conquistados, ele conta um pouco da história da equipe Pé de Vento. “A Pé de Vento foi fundada em 1983 e no próximo ano faremos 35 anos de sucesso em formar atletas. Os maiores nomes do atletismo nacional em corridas de longa distância teve sua formação aqui. Artur Castro na década de 80 ficou conhecido como o “Pé de Vento sinônimo de vitórias”. Já no início da década de 90 surgiu Ronaldo da Costa e Luiz Antônio dos Santos. Os dois são detentores de duas das três únicas medalhas que o Brasil possui em campeonatos mundiais. Ronaldo ganhou além da São Silvestre de 1994, a medalha de Bronze no Campeonato Mundial de Meia Maratona de Oslo, na Noruega, no mesmo ano”, disse.

Henrique Viana destacou os feitos de Luiz Antônio dos Santos e de outros atletas que fizeram história na equipe. “Luiz Antônio dos Santos ganhou a única medalha do Brasil no Mundial de Atletismo de Gotemburgo, na Suécia, em 1995. Ele foi bronze na Maratona, prova que tem um percurso de 42.195 metros. Também venceu por duas vezes (1993 e 1994) a famosa Maratona de Chicago. Já primeira década do novo século, Franck Caldeira fez sucesso ao ganhar a São Silvestre em 2006 e ganhar brilhantemente a Maratona dos Jogos Pan Americanos do Rio 2007”.

De acordo com Henrique Viana, os dois melhores corredores de fundo do país são da equipe Pé de Vento. “No feminino, Joseane Cardozo da Silva foi a vencedora da Volta Internacional da Pampulha de 2015, em Belo Horizonte, e da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, em 2016. Giovani dos Santos está há cinco anos como o número um do país. Penta campeão da Volta Internacional da Pampulha (2012 a 2016) e melhor brasileiro nas últimas edições da São Silvestre. Mesmo com todos estes predicativos, enfrentamos problemas com patrocínio. A Caixa Econômica Federal, que mesmo na situação ruim do país, tem nos ajudado no que pode. Mas temos dificuldade de manter este time e formar os melhores do país”, finalizou.

Matérias relacionadas

Patrocinadores

error: Para compartilhar este conteúdo, por favor utilize o link na barra de endereço ou as ferramentas oferecidas na página. Todo o conteúdo publicado no www.gvesportes.com.br está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do GV Esportes. (fabio@gvesportes.com.br).
Turn off snow