Rafael Amaral campeão da Copa da Américas de Futebol de Botão

The following two tabs change content below.
Por Fábio Velame - fabio@gvesportes.com.br

Últimas postagens por Fábio Eustáquio Velame Silva (Ver tudo)

Competição foi disputada com adequações e precauções por causa da pandemia do COVID-19.

Rafael Amaral conquistou o seu primeiro título após vitória de virada na final (foto: Rodrigo Fernandes)

A Copa das Américas de Futebol de Botão foi realizada nos dias 4 e 11 de julho, na B2 Treinamento Físico. Rafael Amaral (Uruguai) conquistou o título, após uma vitória na final de virada sobre Vinícius Binda (Brasil) com o placar de 2 a 1. Já na disputa do 3º lugar, Breno Coelho (Jamaica) venceu Rogério Nalon (Colômbia) por 3 a 2.

A primeira fase foi disputada no dia 4 de julho e teve a participação de 13 botonistas divididos em 4 grupos. Os jogos dos grupos foram realizados em horários distintos para evitar aglomeração, além de seguir todos os protocolos de prevenção.

Rafael Amaral jogou com o Uruguai e estava no grupo C, que ainda tinha Roberto Amaral (Argentina), Rodrigo Fernandes (Paraguai) e Reinaldo Júnior (Costa Rica), que se enfrentavam em jogos de ida e volta. A campanha de Rafael Amaral começou com uma vitória sobre Roberto Amaral por 2 a 0. No segundo jogo, derrota para Rodrigo Fernandes por 2 a 1. Em seguida, venceu Reinaldo Júnior por 2 a 0.

Nos jogos de volta, iniciou com um empate com Roberto Amaral por 5 a 5. Depois foi derrotado por Rodrigo Fernandes por 1 a 0. No último jogo da primeira fase, enfrentou Reinaldo Júnior, duelo que valia vaga para a fase de quartas de final. A vitória de 2 a 0 deixou Rafael Amaral com o 2º lugar do grupo e a vaga garantida para a próxima fase.

Vinícius Binda, Rodrigo Fernandes, Daniel Monteiro, Breno Coelho, Rafael Amaral, Rogério Nalon, Arthur Fernandes e Euler Fernandes foram os oito botonistas que jogaram a fase final da competição (foto: Fábio Velame/GV Esportes)

Mata-Mata

A segunda fase foi disputada no dia 11 de julho e contou com a participação de oito botonistas. Rafael Amaral enfrentou Arhtur Fernandes (Honduras) nas quartas de final e venceu os dois jogos, sendo o primeiro por 2 a 0 e o segundo por 1 a 0. Na semifinal o adversário foi Breno Coelho (Jamaica). No primeiro confronto, Rafael Amaral perdeu por 3 a 1. Já no segundo jogo, conseguiu uma vitória de 5 a 0, que garantiu a vaga para a grande final.

Antes da final, foi disputado  o jogo que valeu o 3º lugar. Breno Coelho (Jamaica) levou a melhor sobre Rogério Nalon (Colômbia) por 3 a 2.

A final foi disputada em jogo único contra Vinícius Binda (Brasil), que havia se classificado no shootout, após dois empates nos jogos das semifinais com Rogério Nalon (Colômbia). Mesmo saindo atrás do placar no primeiro tempo, Rafael Amaral manteve a tranquilidade e chegou ao empatou no último lance da primeira etapa. Já a virada veio no final do segundo tempo, após uma jogada que estava quase perdida, mas Rafael Amaral conseguiu corrigir e acabou marcando um golaço, que garantiu o primeiro título dele.

Troféus personalizados do 1º ao 4º lugar (foto: Fábio Velame)

Os quatro primeiros colocados na cerimônia de premiação (foto: Fábio Velame/GV Esportes)

Rafael Amaral ficou muito contente com o primeiro troféu de campeão conquistado. “A sensação é a melhor possível, muita emoção, adrenalina e alegria. No clube temos muitos bons jogadores que fazem os jogos ficarem mais difíceis. Em 2019 fiquei em 3º lugar duas vezes e no último torneio disputado na temporada 2020 fiquei com o vice-campeonato. O troféu de campeão era o que faltava na coleção”, disse.

Sobre a campanha para chegar na final, Rafael Amaral destacou alguns momentos que ficarão na memória. “Se a fase de grupos já tinha sido difícil, a fase final não seria diferente. Nas quartas de final joguei pela primeira vez com o Arthur, novato e o mais jovem do clube, nunca tinha visto ele jogar e foram dois bons jogos, com muito nervosismo e poucos gols. A semifinal contra o Breno foi um teste de superação. Perdi o primeiro jogo de 3 a 1, com o terceiro gol tomado no último minuto. Fui para a segunda partida tendo que vencer por dois gols no mínimo. Fiquei focado e consegui reverter o resultado com uma vitória de 5 a 0, resultado que elevou a moral para a decisão”.

Rafael Amaral virou líder do ranking da temporada 2020 após o título (foto: Fábio Velame/GV Esportes)

Especificamente sobre a final, Rafael Amaral fez uma leitura de como foi o jogo. “A final contra o Vinicius Binda em jogo único foi mais um desafio. Ele começou com a bola e deu vários chutes ao gol até abrir o placar. O Uruguai martelava, mas a bola não entrava, mas no último lance do primeiro tempo consegui o gol de empate. Com isso voltei mais confiante para o segundo tempo, que foi bem aberto, com chances para os dois lados. Até que perto do final da partida consegui fazer uma boa jogada com a chegada do zagueiro no ataque, passando pela defesa e fazendo um chute de média distância para a virada. O goleiro do Uruguai ainda fez a última defesa para garantir o título. O primordial nesse campeonato foi não desesperar em momentos que estava perdendo, geralmente tentamos acelerar o jogo e erramos muito. Mantive a calma e continuei fazendo o meu jogo, com tática e estratégia”, finalizou.

Clube do Botão Governador Valadares

Por causa da pandemia do COVID-19, os eventos do Clube do Botão Governador Valadares estavam suspensos desde o mês de março, mas voltou agora em outro formato, obedecendo os protocolos de prevenção. O Clube do Botão Governador Valadares tem apoio de Camarote do Torcedor, B2 Treinamento Físico e GV Esportes.

Para acompanhar as atividades do Clube do Botão Governador Valadares, basta acessar o facebook https://www.facebook.com/clubedobotaogv/ ou o instagram https://www.instagram.com/clubedobotaovaladares/

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Para compartilhar este conteúdo, por favor utilize o link na barra de endereço ou as ferramentas oferecidas na página. Todo o conteúdo publicado no www.gvesportes.com.br está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do GV Esportes. (fabio@gvesportes.com.br)

Matérias relacionadas

Patrocinadores

error: Para compartilhar este conteúdo, por favor utilize o link na barra de endereço ou as ferramentas oferecidas na página. Todo o conteúdo publicado no www.gvesportes.com.br está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do GV Esportes. (fabio@gvesportes.com.br).